11 Jul 2019 Story Sustainable Development Goals

Cerveja de Pão: uma maneira inovadora de combater o desperdício de alimentos

O sanduíche é uma solução prática para as refeições em ambientes de trabalho no mundo todo.

Mas quando Tristram Stuart, um escritor premiado e ativista pela produção de alimentos com impactos sociais e ambientais positivos, visitou uma fábrica de sanduíches em 2016, ele percebeu algo marcante.  

Todos os dias, 13.000 fatias de pão eram descartadas. Enquanto refletia sobre este problema, Tristam visitou o Projeto de Cervejas de Bruxelas e encontrou a inspiração que precisavauma cerveja deliciosa, produzida com uma receita ancestral chamada Babylone, era feita com um ingrediente inusitado, o pão.

Hoje, o time de Stuart lidera a produção da Ale de Torrada (Toast Ale, em inglês), uma cerveja premiada feita com pães. Michael Lawrence, membro da equipe que tem 25 anos, está visitando bares em Londres para conscientizar as pessoas sobre os perigos do desperdício de alimentos e promovendo soluções simples, locais e inovadoras que podem ajudar a reduzir este problema.

image
A cerveja Ale de Torrada utiliza pães que seriam desperdiçados. Foto de Ale de Torrada 

“A cerveja de torrada é uma maneira incrível de readequar os excessos da produção de alimentos, e é também um produto delicioso resultante do estudo profundo de Tristam sobre o desperdício de alimentos,” disse Clementine O’Connor, Oficial de Programas para sistemas alimentícios sustentáveis da ONU Meio Ambiente. “É um grande exemplo de como soluções inovadoras para o desperdício de alimentos podem crescer e operar em maiores escalas”, complementou. 

As principais preocupações de Lawrence estão na ligação entre o desperdício de alimentos e a poluição do ar. Aterros sanitários, onde a maior parte do lixo orgânico acaba sendo despejado, são ponto forte na liberação de metano. Este gás nocivo, nas duas primeiras décadas após sua emissão, é 84 vezes mais potente do que outros gases do efeito estufa, como o dióxido de carbono. Para cada quilo de comida que termina em aterros, quase quatro quilos de gases do efeito estufa são emitidos, relevou Lawrence.

Ele também explica que todos os dias uma enorme quantidade de alimentos é transportado para os aterros, resultando a emissões equivalentes a cerca de 39 milhões de veículos de passageiros. Conversamos com Lawrence para descobrir mais sobre a Ale Toast e porque sua paixão está na fabricação de cervejas. 

image
O desperdício de alimentos não causa apenas emissões de gases do efeito estufa em aterros. Ele também custa ao meio ambiente em termos de recursos naturais desperdiçados. Foto de Ale de Torrada

Você tem percebido, recentemente, um aumento da conscientização sobre o desperdício de alimentos? 

Certamente. O desperdício de alimentos tem sido um tópico prominente dentro da discussão sobre a mudança climática. Quando participamos de eventos em vários lugares do país, notamos que o engajamento nesta questão está crescendo intensamente, tanto em nível local (como podemos reduzir o impacto em nossas casas) como em nível global (uma consciência do papel das indústrias sobre o problema). Movimentos como a Rebelião Contra a Extinção e o programa Mudança Climática – Os Fatos de David Attenborough’s realmente ajudam a impulsionar esta agenda. O público está mais consciente sobre os problemas ambientais e também está procurando formas mais proativas de fazer a diferença. Reduzir o desperdício de alimentos em casa é um ótimo primeiro passo. 

Como você planeja aumentar o seu impacto positivo no futuro? 

A missão maior da Cerveja Toast Ale é resgatar 1 bilhão de fatias de pão que seriam desperdiçadas. Isso reflete a ambição do nosso negócio — começar um movimento global e genuinamente mudar a atitude da sociedade em relação ao desperdício de alimentos. Queremos repensar o que constitui o “lixo” aos olhos do público. Nosso próximo passo é lançar nossa cerveja em latas de 330ml por meio de uma campanha de financiamento coletivo. Elas conservam o gosto da cerveja e oferecem benefícios ambientais, pois são leves e mais fáceis de transportar e empilhar. Nosso relatório sobre a Associação de Alumínio sugere que as latinhas podem reduzir emissões de gases do efeito estufa em 35%oz (unidades de medida equivalente a 28

image
A Equipe Torrada também estão dominando os bares de Londres. Foto de Equipe Ale Torrada 

Qual é seu conselho para jovens que querem começar um negócio para enfrentar desafios ambientais? 

Nosso conselho seria para celebrar as soluções. É fácil ficar sufocado pela escala dos problemas, mas é importante manter o foco em coisas que motivam cada um de nós. Mergulhe nisso e construa o máximo de conhecimento possível em sua área de atuação. Tenha a cabeça aberta e procure conselho nas comunidades de pessoas que estão tentando fazer a diferença no mundo. Recentemente nos envolvemos com o Clube de Coquetéis do Clima — uma plataforma de encontros que conecta pessoas preocupadas com a sustentabilidade e que se reúnem para tomar drinks. Ela foi lançada em Dublin e hoje se tornou um evento internacional - fique ligado na agenda de sua cidade!

Desafie a si mesmo para ser criativo nas formas que utiliza ingredientes, para que nada seja desperdiçado. Isso pode ser muito efetivo. Adoramos algumas contas de instagram, como @don'twastethecrumbs e @lindsayjeanhard - ambos têm várias idéias para diminuir o desperdício de comidas, além de fornecerem dicas básicas para fermentação, como por exemplo, para fazer seu próprio kefir. Ainda mais importante, se você puder, separe seu lixo orgânico dos outros tipos de resíduos! A realidade é que milhares de toneladas de alimentos, parte que seria completamente segura para consumo, é jogada fora toda semana. Isso é algo que estamos trabalhando diariamente para mudar e acreditamos que todos podem fazer a diferença.  

Jovens empreendedores são encorajados a inscreverem-se para o Prêmio Jovens Campeões da Terraapoiado pela Covestro. O Prêmio é uma iniciativa importante da ONU Meio Ambiente para engajar jovens no enfrentamento dos desafios ambientais mais urgentes do nosso tempo.