25 Nov 2019 Reportagem Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Alimentação balanceada pode melhorar a nossa saúde e a do planeta

Saúde e alimentação estão intimamente ligadas. Uma dieta equilibrada e nutritiva nos dá energia, nos ajuda a manter o foco e afasta diversas doenças.

O modo como e o que comemos são tão importantes para nossa saúde quanto para a saúde do planeta. Hoje, nossas dietas estão adoecendo a Terra. O consumo crescente de alimentos de alta demanda energética, como as carnes (vermelhas) e os alimentos ultraprocessados, combinado a uma quantidade enorme de desperdício, está impulsionando a conversão de terras para a agricultura, destruindo ecossistemas, reduzindo a biodiversidade e contribuindo para a mudança do clima.

Um terço de nossos alimentos é perdido ou desperdiçado, gerando oito por cento das emissões de gases de efeito estufa a um custo de US$1 trilhão por ano, enquanto isso, 820 milhões de pessoas sofrem de desnutrição. As emissões do setor alimentício podem aumentar em 40% até 2050.

No entanto uma onda de mudanças para dietas mais sustentáveis, ​que protejam a saúde das pessoas e do planeta, está acontecendo. Na cúpula da rede das cidades C40 em Copenhague, pouco antes da celebração do Dia Mundial da Alimentação, 14 cidades inscreveram-se na Dieta da Saúde Planetária. Essa dieta, se adotada universalmente, reduziria as emissões de gases de efeito estufa, alimentaria 10 bilhões de pessoas e salvaria 11 milhões de vidas anualmente.

De acordo com a Comissão EAT-Lancet, a dieta pela saúde planetária consiste principalmente de vegetais e frutas, grãos integrais, fontes de proteínas vegetais, óleos vegetais insaturados e, ocasionalmente, pequenas quantidades de carne ou peixe.

Prefeitos em todo mundo, de Barcelona a Toronto, prometem alterar a comida comprada pelas cidades, diminuir as perdas e o desperdício de alimentos e introduzir políticas para tornar acessíveis os alimentos saudáveis ​​e de baixa emissão.

"Como diz o velho ditado: 'Você é o que você come', mas nosso planeta também está sendo moldado pelo que colocamos no estômago", disse Clementine O'Connor, Diretora de Programas de Sistemas Alimentares Sustentáveis. "Todos nós precisamos pensar com mais cuidado sobre quais dietas podem melhorar a saúde planetária, assim como a nossa".

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) - que trabalha com o C40 em uma série de questões - está fazendo sua parte para reformar os sistemas alimentares e trazer uma série de benefícios ambientais. O PNUMA trabalha com o Programa de Sistemas Alimentares Sustentáveis ​​da One Planet Network em três áreas principais.

Governança

O PNUMA apoia os países na implementação de melhorias na governança e de políticas e indicadores de sistemas alimentares sustentáveis ​​que vinculem conservação ambiental, saúde, nutrição e segurança alimentar. O PNUMA lançou em junho uma diretriz de política, a Estrutura Colaborativa para Transformação de Sistemas Alimentares, que fornece recomendações práticas.

Desperdício de comida

Como responsável pelo indicador de desperdício de alimentos da meta 12.3 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável sobre perda e desperdício de alimentos, o PNUMA está desenvolvendo um índice de desperdício de alimentos para acompanhar o progresso dos países e contribuir com suas capacidades de medir o desperdício de alimentos e desenvolver estratégias nacionais. A campanha pública de longa data do PNUMA sobre desperdício de alimentos, Think Eat Save, publicou orientações para programas de prevenção de desperdícios de alimentos para países e empresas. Com o World Resources Institute, o PNUMA está desenvolvendo uma iniciativa com 10 dos maiores varejistas do mundo para reduzir pela metade o desperdício de alimentos em suas cadeias de suprimentos até 2030. Por meio do Programa de Turismo Sustentável da One Planet Network, o PNUMA codesenvolve roteiros nacionais para o setor de turismo e hotéis para lidar com o desperdício de alimentos e plásticos de uso único juntos.

Dietas sustentáveis

Juntamente com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, o PNUMA desenvolverá capacidade e aumentará a conscientização sobre dietas saudáveis ​​e sustentáveis ​​por meio da Década de Ação das Nações Unidas sobre Nutrição, por meio de oficinas regionais que identificam tendências e fatores para uma mudança em direção a dietas sustentáveis, compartilhar conhecimentos e experiências em países desenvolvidos e em desenvolvimento.

 

Para mais informações, por favor entre em contato com:

Roberta Zandonai, Gerente de Comunicação Institucional, PNUMA, [email protected]