09 Jan 2020 Story Florestas

O que a Iniciativa Inter-Religiosa pelas Florestas Tropicais alcançou em 2019?

Photo by Shutterstock (purchased by UNEP)

“Reconhecemos que padrões desatualizados e insustentáveis ​​de desenvolvimento, de produção e de consumo estão impulsionando o desmatamento e que uma mudança fundamental e importante de valores, estilos de vida e políticas públicas é necessária para proteger as florestas tropicais. A agricultura é agora o principal motor do desmatamento - uma troca desnecessária, pois podemos alimentar uma população crescente com a terra que já possuímos”.

Esta citação faz parte de uma declaração chamada Fé Pelas Florestas (Faiths for Forests, em inglês) - uma campanha global lançada em setembro de 2019 pela Iniciativa Inter-Religiosa pelas Florestas Tropicais (Interfaith Rainforest Initiative, em inglês), que trabalha com parceiros de todo o mundo para destacar a importância de conservar e restaurar as florestas tropicais.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) concede o secretariado da Iniciativa, que possui nove parceiros no total.

"Somos um dos principais parceiros da Iniciativa Inter-Religiosa pelas Florestas Tropicais, uma aliança internacional de várias religiões que está trabalhando para trazer a influência moral, ética e política das religiões e líderes religiosos do mundo para apoiar os esforços para proteger as florestas e seus guardiões", diz o Coordenador da Iniciativa do PNUMA, Charles McNeill.

“Além de mobilizar movimentos religiosos para acabar com o desmatamento, grande parte do nosso trabalho está em equipar os líderes religiosos com os mais recentes dados, ciência e pesquisa sobre florestas, para que possam servir como parcerias informadas e poderosas nos esforços globais de proteção e restauração das florestas”.

Folhetos a respeito do desmatamento para informar líderes e comunidades religiosas foram publicados para cada um dos países do programa da Iniciativa (Brasil, Colômbia, República Democrática do Congo, Indonésia e Peru), além de outros materiais intitulados Florestas Tropicais: Um Recurso Sob Ameaça; Florestas Tropicais e Mudanças Climáticas; e Povos Indígenas: Guardiões das Florestas. Todas as publicações estão disponíveis em cinco idiomas. A Iniciativa também possui uma crescente biblioteca de materiais de estudo, que fornecem reflexões espirituais, citações de textos sagrados, exemplos de sermões, planos de aulas religiosas e pontos de discussão para diferentes tradições religiosas sobre os fundamentos espirituais da proteção e restauração das florestas.

Na Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente, em março de 2019, a Iniciativa participou do Diálogo Faith for Earth, demonstrando que a Iniciativa Faith for Earth oferece um fórum apropriado e eficaz para o diálogo com políticos(as) de todo o mundo.

Atividades nos países-alvo

Lançada no Centro Nobel da Paz em junho de 2017, a Iniciativa trabalha em nível global e em cinco países: o Brasil, a Colômbia, a República Democrática do Congo, a Indonésia e o Peru.

img
As florestas tropicais continuam sendo derrubadas. Foto do CIFOR

Em agosto de 2019, a Iniciativa foi adotada e endossada na 10ª Assembleia Mundial das Religiões pela Paz, onde mais de 900 líderes religiosos sêniores, representando mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo, concordaram em trabalhar juntos por meio da Iniciativa em esforços para proteger e restaurar florestas tropicais do planeta.

Em 2019, a iniciativa alcançou grandes avanços em seus cinco países de atuação.

Na República Democrática do Congo, um programa nacional foi lançado durante um evento de três dias que incluiu o treinamento de mais de 180 líderes religiosos de todo o país, além de líderes indígenas e comunitários, a participação do Ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e o estabelecimento de um Conselho Consultivo.

Na Colômbia, que sediará os eventos do Dia Mundial do Meio Ambiente em 5 de junho de 2020, com foco na biodiversidade, a Iniciativa lançou com sucesso cinco capítulos locais em partes do país com as maiores taxas de desmatamento. Forneceu treinamento a mais de 500 líderes religiosos e negociou um compromisso do Congresso para acabar com o desmatamento como parte do Plano de Desenvolvimento Nacional do país.

A Iniciativa também informou o Presidente, organizou debates políticos com prefeitos de municípios com altos índices de desmatamento para que se comprometam com a proteção das florestas tropicais, incorporou seus representantes nos conselhos de desenvolvimento municipais para moldar a política florestal, desenvolveu e colocou especialistas na responsabilidade espiritual de proteger florestas, e preparou e apresentou um relatório pedindo ao governo que inclua compromissos para acabar com o desmatamento em suas próximas contribuições nacionalmente determinadas  à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima.

"No Peru, lançamos um capítulo local em Puerto Maldonado e temos planos para mais dois em 2020", diz McNeill. “Também nos envolvemos em uma ampla conscientização sobre a Iniciativa em comunidades religiosas em todo o país, desenvolvemos e colocamos artigos sobre a responsabilidade espiritual de proteger as florestas, organizamos debates políticos sobre proteção florestal com candidatos ao Congresso e preparamos e enviamos um relatório pedindo ao governo que inclua compromissos para acabar com o desmatamento em suas próximas contribuições nacionalmente determinadas”.

No Brasil, que contém 60% da floresta amazônica, um Conselho Executivo de líderes religiosos realizou um evento de educação e planejamento de dois dias em São Paulo, com a participação de mais de 90 líderes religiosos. Eventos semelhantes estão previstos em outras quatro cidades brasileiras - Belém, Manaus, Rio de Janeiro e Brasília - em fevereiro e março de 2020.

"A iniciativa também está posicionada para fazer uma diferença substancial na Indonésia", diz McNeill. "Agora, temos uma equipe de planejamento nacional de parceiros inter-religiosos importantes, com encontros semanais para planejar o lançamento de um programa nacional para a Indonésia no final de janeiro".

Vídeo

Um vídeo de três minutos da Iniciativa Inter-religiosa para as Florestas  foi desenvolvido com uma introdução por Inger Andersen, Diretora Executiva do PNUMA, e com Jane Goodall, Mensageira da Paz da ONU, incluindo versões com legendas em inglês, francês, espanhol, português e Bahasa. O vídeo foi compartilhado com milhões de pessoas em todo o mundo.  

https://www.youtube.com/watch?v=UrnbvgOcE2Q&feature=youtu.be

Para imprensa, por favor entre em contato com:

Roberta Zandonai, Gerente de Comunicação Institucional, PNUMA, [email protected]