16 Sep 2019 Notícia Tecnologia

Jovem campeã de prêmio ambiental aprimora big data para alavancar a restauração entre os maiores proprietários de terras do planeta

  • A americana Molly Burhans, de 30 anos, venceu o prestigioso Prêmio Jovens Campeões da Terra na América do Norte por ter sido pioneira em big data e restauração digital entre os maiores proprietários de terras do mundo - começando pela Igreja Católica.
  • Sete jovens empreendedores com menos de 30 anos de idade e com grandes ideias para o meio ambiente foram reconhecidos em todo o mundo.
  • Jovens campeões de todas as regiões recebem financiamento, mentoria e apoio de comunicação para ampliar seus esforços.

16 de setembro de 2019 - Molly Burhans, fundadora da GoodLands, ganhou o Prêmio Jovens Campeões da Terra por ser pioneira no mapeamento digital e levar o big data para restauração aos maiores proprietários de terras do mundo.

Nos próximos dias, enquanto líderes mundiais se reúnem na sede da ONU em Nova York para a Cúpula de Ação Climática e Assembleia Geral, o meio ambiente e as mudanças climáticas estarão na vanguarda das discussões.

Como cartógrafa-chefe dos primeiros mapas globais baseados em dados da Igreja Católica, Burhans descobriu que grandes áreas de terras permanecem digitalmente não mapeadas. No entanto, organizações religiosas possuem 8% da terra habitável na superfície da Terra e 5% de toda a floresta comercial. Existem 37 milhões de igrejas e 3,6 milhões de mesquitas em todo o mundo.

Uma vez que a igreja já possui a maior rede global não-governamental de saúde, Burhans decidiu alavancar os dados de ativos fundiários e criar a maior rede mundial de proteção ambiental.

Ela liderou uma equipe de mapeamento para fazer os primeiros mapas digitais iluminando a infraestrutura global da Igreja Católica. Agora, ela planeja ajudar outros grandes proprietários de terras a alavancarem o potencial de restauração por meio do gerenciamento de ativos.

 "Se uma imagem vale mais que mil palavras, um mapa vale mais que um milhão", disse Burhans. "Nossa visão é criar a maior rede de restauração do mundo. Estamos mapeando digitalmente os maiores proprietários de terras do planeta e incentivando a gestão ambiental".

Inger Andersen, Diretora Executiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), disse: "Não podemos resolver os desafios ambientais do nosso tempo sem compreendê-los verdadeiramente. Iniciativas como essa contribuem muito para nos ajudar a construir uma forte base de conhecimento e levar adiante a difícil tarefa de restaurar nossas paisagens e enfrentar a mudança climática". 

Para Markus Steilemann, CEO da Covestro: "O mundo dos negócios precisa de ideias novas e de uma cultura de startups que enfrentem os desafios ambientais globais, assegurando, ao mesmo tempo, o nosso crescimento em longo prazo. Os Jovens Campeões da Terra podem ajudar a alcançar isso e todos na Covestro têm orgulho de apoiá-los. Queremos ajudar a tornar o mundo um lugar melhor".

Um júri global composto por Markus Steilemann, Diretor Executivo da Covestro, Joyce Msuya, Diretora Executiva Adjunta do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Arielle Duhaime-Ross, correspondente do VICE News Tonight para ciência e mudanças climáticas, Jayathma Wickramanayake, Enviada do Secretário-Geral da ONU para a Juventude, e Kathy Calvin, Presidente e Diretora Executiva da Fundação das Nações Unidas, selecionou 35 finalistas regionais entre mais de 1.000 candidatos.

No decorrer do próximo ano, as criativas, inovadoras e impactantes iniciativas dos campeões serão documentadas nas mídias sociais por meio de atualizações regulares em notícias e vídeo-blogs. Inscreva-se e acompanhe a jornada deles aqui

O prestigioso Prêmio Jovens Campeões da Terra, oferecido pela Covestro, é concedido anualmente pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente a jovens ambientalistas entre 18 e 30 anos de idade, por suas destacadas ideias em prol do meio ambiente.

Molly Burhans é uma das sete vencedoras entre África, América do Norte, América Latina e Caribe, Ásia e Pacífico, Europa e Ásia Ocidental. Os vencedores receberão seu prêmio durante a Cerimônia dos Campeões da Terra em Nova York, no dia 26 de setembro, coincidindo com a reunião anual da Assembleia Geral das Nações Unidas e a Cúpula de Ação Climática.

 

NOTAS AOS EDITORES

Sobre os Jovens Campeões da Terra

O Prêmio Jovens Campeões da Terra foi iniciado em 2017, oferecendo a prestigiada e bem-sucedida plataforma Campeões da Terra - com vencedores incluindo chefes de Estado, cientistas inspiradores e visionários ambientalistas - a jovens ambientalistas brilhantes com visão. www.unep.org/youngchampions

Sobre a ONU Meio Ambiente

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente é o principal porta-voz mundial em matéria ambiental. Ele proporciona liderança e incentiva parcerias no cuidado com o meio ambiente, inspirando, informando e permitindo que nações e povos melhorem sua qualidade de vida sem comprometer as gerações futuras. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente trabalha com governos, setor privado, sociedade civil, outras entidades da ONU e organizações internacionais em todo o mundo. 

Sobre a Covestro

Com vendas de EUR 14,6 bilhões em 2018, a Covestro está entre as maiores empresas de polímeros do mundo. As atividades de negócios estão focadas na fabricação de materiais poliméricos de alta tecnologia e no desenvolvimento de soluções inovadoras para produtos utilizados em diversas áreas da vida cotidiana. Os principais segmentos atendidos são as indústrias automotiva, de construção, processamento de madeira e móveis e elétrica e eletrônica. Outros setores incluem esportes e lazer, cosméticos, saúde e a própria indústria química. A Covestro possui 30 unidades de produção em todo o mundo e emprega aproximadamente 16.800 pessoas.

Para mais informações entre em contato:

Chefe de Notícias e Mídia do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Keishamaza Rukikaire, [email protected]