05 Jul 2019 Press release Green economy

Aliança do Pacífico e ONU Meio Ambiente identificam oportunidades para acelerar o crescimento verde e inclusivo

Lima, dia 5 de julho de 2019 - Os países da Aliança pelo Pacífico já iniciaram sua transição para uma economia verde. No entanto, deveriam acelerar a implementação de suas políticas de sustentabilidade para reduzir a dependência ao setor extrativista e evitar o consumo e produção insustentáveis, segundo um estudo da ONU Meio Ambiente publicado hoje em Lima

O relatório, apresentado durante a XIV Cúpula da Aliança do Pacífico, aponta que o Chile, Colômbia, México e Peru contam com políticas valiosas e têm o potencial de transformar o bloco em uma força econômica que garanta o desenvolvimento social inclusivo e equitativo, ao mesmo tempo preservando o rico patrimônio natural dos quatro países. 

O estudo Crescimento Verde na Aliança do Pacífico: Avanços e Oportunidades de Cooperação identifica a agricultura, o transporte, as energias limpas e a eficiência energética como os setores em que os quatro países poderiam aumentar a cooperação e o comércio de produtos mais sustentáveis. 

Os países da Aliança do Pacífico representam a oitava economia em nível global e sua capacidade de exportação conjunta é a oitava do mundo, com um valor de 502 bilhões de dólares em 2016. O bloco também oferece um mercado relevante de 228.49 milhões de habitantes, que importou 537 bilhões de dólares em 2016.

Para aproveitar o potencial de crescimento verde do comércio, a publicação destaca como prioritário o desenvolvimento de políticas que diversifiquem as economias, reduzindo a dependência econômica de energias fosseis e da extração de recursos naturais e promovendo a eco-eficiência e a inovação por um consumo e produção mais sustentável, com maior valor agregado. 

“O crescimento verde é a única opção inteligente dos nossos tempos. Nos ajudará a impulsionar nossas economias evitando, ao mesmo tempo, os piores efeitos da crise climática e garantindo o bem estar dos cidadãos. Os países da Aliança do Pacífico têm um potencial magnífico para avançar neste sentido e a ONU meio Ambiente continuará acompanhando sua transição”, afirmou Leo Heileman, diretor regional da ONU Meio Ambiente para a América Latina e o Caribe.

O estudo é resultado da colaboração da ONU Meio Ambiente com os membros do Grupo Técnico de Meio Ambiente e Crescimento Verde da Aliança do Pacífico, presidido atualmente pela Colômbia.

“O crescimento verde está em seu auge na Colômbia e é uma prioridade contemplada em nosso Plano Nacional de Desenvolvimento. Somos o primeiro país na América Latina a formular e implementar uma Estrategia de Economia Circular que transformará nosso sistema de produção e consumo com o manejo eficiente de materiais, água e energia”, disse o ministro de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Colômbia, Ricardo Lozano.

A publicação baseia sua análise e recomendações nas estratégias e planos nacionais de crescimento verde de quatro países, e considera outras políticas relevantes como as estratégias nacionais de mudança climática, biodiversidade, consumo e produção sustentável, e compras públicas sustentáveis. O estudo também identifica o potencial de cooperação entre diferentes grupos técnicos do bloco nestes temas comuns. 

Nas últimas décadas os quatro países tem experienciado um crescimento econômico relevante que trouxe melhorias na expectativa de vida e redução das taxas de pobreza. Porém, este desenvolvimento se fundamentou em uma dependência econômica aos setores extrativistas, com altos custos sociais e ambientais, e um aumento constante de padrões insustentáveis de consumo e produção que acentuam a pressão sobre os recursos naturais e a qualidade ambiental.

O estudo responde aos compromissos do desenvolvimento sustentável da Aliança do Pacifico. Nos próximos anos, irá também orientar o trabalho do Grupo Técnico de Meio Ambiente e Crescimento Verde e servirá de base para apoiar o diálogo entre os setores público e privado. 

 

NOTAS AOS EDITORES

Faça download do Relatório Executivo do estudo.

Sobre a ONU Meio Ambiente

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) é a autoridade ambiental global referência, liderando a agenda ambiental internacional, promovendo a implementação coerente da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável dentro do sistema das Nações Unidas e servindo com autoridade na defesa do meio ambiente global.

Por mais informações, por favor contate:

Roberta Zandonai, Comunicação, ONU Meio Ambiente, [email protected]